Campanha “Vote pelo Planeta” convoca população global

Posted on 25/11/2009

0


Enquanto alguns líderes mundiais se encontram em conflito para escolher medidas mais favoráveis ao planeta ou contra o aquecimento global e, assim, firmar acordo com as demais nações na 15ª Conferência Mundial pelo Clima, a rede internacional World Wildlife Fund (WWF) segue firme com a campanha Vote pelo Planeta.

A iniciativa conta com a parceria da Google, que desenvolveu um aplicativo com o mesmo nome da campanha eleitoral que luta contra o aquecimento global.

A nova campanha foi organizada para ser uma eleição em que todos os indivíduos e organizações internacionais possam dar voto em favor de um planeta livre de maiores impactos causados pelas mudanças climáticas.

Além do voto, o sistema virtual oferece espaço para o público alertar os líderes mundiais sobre a importância de se tomar atitudes sensatas em nome do futuro do planeta.

Os internautas brasileiros interessados pela mobilização podem acessar o site da WWF-Brasil e participar da Vote pelo Planeta, após o preenchimento de um pequeno cadastro.

Segundo a WWF- Brasil, os internautas também estão autorizados a divulgar a campanha nas mídias sociais como Twitter, Facebook, Orkut e Blogs.

O objetivo da Vote pelo Planeta, coordenada globalmente pela rede WWF, é apresentar os votos e as mensagens do mundo todo aos chefes de Estado que vão participar da COP 15, a partir do dia sete de dezembro, em Copenhague.

“Se cada um fizer sua parte, nossas vozes se transformarão num só coro a pedir aos líderes mundiais que tomem a decisão certa em Copenhague”, afirma a secretária-geral do WWF-Brasil, Denise Hamú.

“O novo acordo global de clima não é apenas possível. É absolutamente necessário. Convidamos cada brasileiro a dar seu voto pelo planeta”, completa.

Em Copenhague, os líderes vão negociar um novo tratado internacional que deverá substituir o Protocolo de Kyoto, vigente até 2012.

O protocolo foi criado com o intuito de reduzir as emissões de CO2 e outros gases causadores do efeito estufa, mas se tornou ineficiente diante da rejeição do governo Bush ao tratado e da falta de exigências focadas nos países pobres e em desenvolvimento.

Assista abaixo o vídeo da campanha, em espanhol.

Renata Nascentes
Anúncios
Posted in: Política