Walt Disney se engaja na luta pela conservação das florestas tropicais

Posted on 04/11/2009

0


MorroCrepusAguaDL

Crepúsculo no Morro Azul, no Alto Maio, no Peru, uma das florestas cuja conservação receberá recursos da The Walt Disney Company

A gigante do entretenimento The Walt Disney Company anunciou ontem um investimento de sete milhões de dólares em projetos de conservação de floresta para combater a emissão de dióxido de carbono.

Só a organização não-governamental Conservation International será beneficiada com a injeção de quatro milhões de dólares em três de seus projetos tocados nas reservas comunitárias de Tayna e Kisimba-Ikobo, na República Democrática do Congo, e na conservação do Alto Mayo, no Peru.

Esta é uma das maiores doações já feitas por uma grande corporação ao programa internacional REDD (Reduce Emissions form Deforestation and Forest Degradation).

O programa recompensa os países que preservam as florestas com crédito de carbono, que podem ser vendidos no mercado global.

“Esse é um verdadeiro marco”, disse o diretor sênior dos Mercados de Carbono da Floresta da The Conservation International, Toby Janson-Smith.

“Mostra o quanto já entendemos sobre o papel que a perda de florestas tropicais tem no fenômeno das mudanças climáticas”, completou.

A Disney também doou recursos para duas outras organizações não-governamentais: The Conservation Fund e The Nature Conservancy.

Dois milhões de dólares serão destinados ao projeto de reflorestamento do Vale Baixo do Mississipe, tocado pela The Nature Conservancy, e um milhão financiará um projeto de sustentabilidade florestal iniciado pela The Conservation Fund na costa norte da Califórnia.

Anúncios