Assista a vídeo e visite site sobre a luta de índios do Equador contra a gigante do petróleo Chevron-Texaco

Posted on 30/10/2009

0


crude_reflections_30Durante 30 anos, a a gigante norte-americana do petróleo Chevron-Texaco despejou 18 bilhões de galões de água contaminada com substâncias tóxicas na Amazônia equatoriana .

O pior acidente ambiental desde Chernobyl provocou entre a população local uma onda de câncer, abortos e doenças em recém-nascidos.

Apoiada pela comunidade internacional, tribos indígenas atingidas pela contaminação processaram a empresa e exigem 27,3 bilhões de dólares para a recuperação do meio ambiente.

Clique aqui para acessar o site da campanha internacional.

E também clique aqui para assistir ao vídeo veiculado pela LINK TV ( Television Without Borders), que traz uma entrevista com representantes da ONG Amazon Watch e com o cineasta Joe Berlinder, autor de Crude,  filme que denuncia os estragos feitos pela empresa na floresta.

A Chevron-Texaco é uma das companhias interessadas em explorar, junto com a Petrobras, a bacia de petróleo encontrada no Brasil na camada do pré-sal.

Clique aqui para ler a matéria Um Chernobyl na Amazônia equatoriana, publicada no mês passado pelo O Estado de S. Paulo.

crudesf-24

Lançamento do filme Crude em San Francisco, Califórnia

question-closeup

Campanha nas ruas de Quito

crude_reflections_03

Angel Toala, de 62 anos, uma dia antes de morrer por conta de um câncer no fígado provocado pela contaminação

Anúncios
Posted in: Saúde