Boeing e China negociam desenvolvimento de biocombustíveis para aviões

Posted on 15/10/2009

0


A Boeing tem colaborado com empresas de engenharia e companhias aéreas para explorar o uso de biocombustível na aviação

A Boeing tem colaborado com empresas de engenharia e companhias aéreas para explorar o uso de biocombustível na aviação

A gigante norte-americana Boeing está prestes a firmar um convênio com a Academia Chinesa de Ciência – e uma série de outras universidades da China – para desenvolver tecnologia verde destinada à indústria de aviação.

Segundo o vice-presidente e gerente geral de Pesquisa e Tecnologia da Boeing, Matthew Ganz, a colaboração se concentrará na pesquisa e no desenvolvimento de biocombustíveis, como forma de diminuir as “pegadas” de carbono do setor, responsável por 2% da emissão global de CO2 na atmosfera.

Também foram definidas outras áreas de cooperação, como proteção ambiental, gerenciamento de tráfego aéreo e segurança de vôo.

Segundo o portal Ecoseed, as negociações entre a empresa norte-americana e as universidades chinesas já estariam bem adiantadas.

A Boeing tem colaborado com empresas de engenharia e companhias aéreas para explorar o uso de biocombustível na aviação.

Já a China, antiga fornecedora de componentes para os aviões da Boeing, tem sido vista pela empresa como uma potencial liderança no desenvolvimento de biocombustível.

O país tem investido na plantação de biocombustíveis como forma de reduzir a dependência do petróleo.

Empresa estuda usar os biocombustíveis de segunda geração, como a jatropha curcas, conhecida como pinhão-manso

Empresa estuda usar os biocombustíveis de segunda geração, como a jatropha curcas, conhecida como pinhão-manso

Com programas nas províncias de Yunnan, Sichuan e Guizhou, a China deve chegar em 2020 com 13 milhões de hectares em plantação especificamente para a geração de combustíveis.

Já a Boeing estuda usar biocombustíveis de segunda-geração, como a jatropha, e investiga formas de aumentar a eficiência econômica desse novo recurso na sofisticada indústria de aviação.

Clique aqui para ler a matéria no portal Ecoseed.

Anúncios
Posted in: Tecnologia