Lei contra aquecimento global deve ser aprovada em breve pelo Congresso dos EUA, diz senadora democrata

Posted on 13/10/2009

1


Senadora Barbara Boxer defende redução de 20% na emissão de gases do efeito estufa até 2020

Senadora Barbara Boxer defende redução de 20% na emissão de gases do efeito estufa até 2020

O site da agência de notícias Reuters publicou nesta segunda-feira a notícia de que a Comissão de Meio Ambiente e de Obras Públicas do Senado dos Estados Unidos deve aprovar um projeto de combate ao aquecimento global antes mesmo da COP15, a 15ª Conferência das Nações Unidas sobre o Clima, que será realizada em dezembro, em Copenhague, na Dinamarca.

A informação foi anunciada a jornalistas pela senadora Barbara Boxer, presidente da comissão, após um encontro com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

As ações dos Estados Unidos para diminuir a emissão de gases do efeito estufa são aguardadas com muita ansiedade pela comunidade internacional, uma vez que o país é o segundo maior emissor de gás carbônico na atmosfera (só perde para China) e ocupa o primeiro lugar na quantidade de emissão por habitante.

Espera-se também que o presidente Barack Obama promova mudanças significativas na política ambiental do país, de preferência uma ruptura com a era Bush, quando o Congresso deixou de ratificar o Protocolo de Kyoto.

“Eu acredito que o projeto vai passar pela comissão muito em breve”, disse a senadora, que deixou clara também a esperança de ver o texto apreciado pelo Senado antes mesmo do encontro da ONU em dezembro.

Perguntado por repórteres em Londres sobre quando o projeto poderia ser transformado em lei, o secretário de Energia norte-americano, Steven Chu, pareceu ainda mais otimista que a senadora.

Ele respondeu que mantém a esperança de ver o presidente Barack Obama assinar uma lei doméstica sobre mudanças climáticas antes mesmo da conferência na Dinamarca.

Barbara Boxer é co-autora, ao lado do presidente da comissão de Relações Exteriores, John Kerry, do projeto do Partido Democrata no Senado sobre mudanças climáticas.

Em 800 páginas, o documento propõe a redução, até 2020, de 20% na emissão de dióxido de carbono e de outros gases que provocam o efeito estufa.

Clique aqui para ler a matéria da agência Reuters em inglês.

Anúncios
Posted in: Política