População de países industrializados deve comer menos carne, andar a pé e desligar o aquecedor no inverno, diz cientista indiano

Posted on 06/10/2009

0


Scanpix/Reuters

Rajendra Pachauri é presidente do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU. Foto de Scanpix/Reuters

A agência de notícias Reuters perguntou ao cientista Rajendra Pachauri, presidente do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU, como os cidadãos dos países desenvolvidos poderiam contribuir individualmente para frear o aquecimento global.

A resposta, claro, vai além de transferir dinheiro para os países em desenvolvimento, como propõe a Comissão Européia (veja no post anterior), e aponta para uma redução no nível de conforto da população que habita as nações mais desenvolvidas do planeta.

Pachauri recomenda um consumo menor de carne, por exemplo, e defende a substituição do carro pela caminhada.

O cientista também sugere a redução da temperatura dos aquecedores domésticos durante o inverno, que segundo ele pode ser suportado com um bom suéter dentro de casa.

Usar lâmpadas mais eficientes e instalar painéis solares são outras medidas a serem adotadas.

A receita não traz grandes novidades e bate na combinação de sempre: mudança de costumes e adoção de novas tecnologias eco-friendly.

Já para os investidores, Pachauri dá a dica de apostar nas tecnologias limpas, uma vez que o mundo caminha para um futuro com baixa emissão de gás carbônico.

O cientista destaca a importância crescente dos biocombustíveis, principalmente daqueles com relativamente baixo impacto ambiental e social.

Anúncios
Posted in: Comportamento