Conheça Lundy Island, a “Galápagos da Grã-Bretanha”

Posted on 29/09/2009

0


O Blog de Meio Ambiente do jornal britânico The Guardian traz esta semana 14 fotografias de um dos santuários ecológicos da Grã-Bretanha, a Landy Island.

A ilha foi doada ao Tesouro Britânico por Sir Jack Hayward em 1969 e desde então se tornou uma espécie de laboratório vivo.

Durante todo o ano, é o lar de uma grande quantidade de focas cinzentas.

Já na primavera e no outono, recebe a visita de milhares de aves migratórias.

No verão, atrai tubarões da espécie frade, grandes animais que habitam as regiões costeiras, se alimentam apenas de plâncton e são tolerantes à presença humana.

A Lundy Island é a maior ilha do Canal de Bristol, fica a 19km do litoral de Devon, condado localizado no sudoeste da Inglaterra.

Tem apenas 28 habitantes, mas possui algumas pousadas e um camping.

Lundy recebe uma média de 20 visitantes por ano, a maioria para um passeio de apenas um dia.

A Lundy Island, conhecida como Galápagos Britânica, tem cerca de 4,8 km de extensão e fica a 122 metros acima do nível do mar. Foto de Alison Mcdougall/Rex Features

Lundy Island, conhecida como a Galápagos Britânica, tem cerca de 4,8 km de extensão e fica 122 metros acima do nível do mar. Foto de Alison Mcdougall/Rex Features

As falésias da Lundy são o lar de uma grande quantidade de aves marítimas do sudoeste da Inglaterra. Foto de Joe Cornish/NTPL

As falésias da Lundy são o lar de uma grande quantidade de aves marítimas do sudoeste da Inglaterra. Foto de Joe Cornish/NTPL

Em Lundy também são encontradas plantas e flores raras. Foto de Joe Cornish/NTPL

Em Lundy também são encontradas plantas e flores raras. Foto de Joe Cornish/NTPL

Um paredão de granito. Foto de Joe Cornish/NTPL

Um paredão de granito. Foto de Joe Cornish/NTPL

Pedra do memorial de Early Christian, em cemitério localizado logo abaixo do farol. Foto de Joe Cornish/NTPL

Pedra do memorial de Early Christian, em cemitério localizado logo abaixo do farol. Foto de Joe Cornish/NTPL

Chalé antigo da ilha, que revebe a visita de mais de 20 mil pessoas por ano. Foto de Joe Cornish/NTPL

Chalé antigo da ilha, que recebe a visita de mais de 20 mil pessoas por ano. Foto de Joe Cornish/NTPL

Clique aqui para ver o álbum completo.

Anúncios
Posted in: Cultura