Repartições públicas da região de Sidney, na Austrália, estão proibidas de usar água engarrafada

Posted on 11/09/2009

2


Garrafas foram banidas em repartições públicas da região de Sidney como forma de combater o impacto ambiental

Garrafas foram banidas em repartições públicas da região de Sidney como forma de combater o impacto ambiental

Antônio Martins Neto

O Estado australiano da Nova Gales do Sul anunciou ontem que vai banir, imediatamente, o uso de água engarrafada em todos os seus departamentos e agências oficiais como forma de combater o impacto ambiental associado ao processo de engarrafamento e ao transporte do produto.

Segundo o blog de meio ambiente do jornal The Sidney Morning Herald, até os botijões de reposição dos refrigerados de água, conhecidos no Brasil como gelágua, foram proibidos.

O editor do blog, Steve Jacobs, informa que a decisão voluntária é o primeiro ato de uma campanha lançada pelo governo para reduzir o uso de água engarrafada pela comunidade.

“Quando você reduz o uso de água engarrafada, você não está salvando apenas o meio ambiente, mas o seu bolso”, disse Jon Dee, diretor do grupo ambiental australiano Do Something!.

Já Geoff Parker, diretor do Australasian Bottled Water Institute, órgão que representa as principais engarrafadoras de água do país, minimiza os possíveis resultados da medida e apela para protecionismo.

“O impacto ao meio ambiente provocado por uma garrafa de água produzida pela indústria local é muito menor que o de uma lata de tomate vinda do exterior, de algum queijo importado ou de uma champagne francesa”, disse.

Até os botijões de refrigeradores foram banidos

Até os botijões de refrigeradores foram banidos

A Nova Gales do Sul é o estado mais populoso da Austrália, com 6,7 milhões de habitante, e tem Sidney como principal cidade.

E para finalizar o post, reproduzimos aqui a pergunta feita por Steve Jacobs aos seus leitores australianos:

O que você pensa de uma decisão como essa?

Deixe um comentário, identificado com nome e sobrenome e sem isultos, conforme as normas do blog Mundo Possível.

Anúncios
Posted in: Política