Casa na Dinamarca produz energia e moradores se livram da conta de luz

Posted on 10/09/2009

0


O engenheiro químico dinamarquês Sverre Simonsen mostra sua nova residência sustentável a grupo de jornalistas estrangeiros

O engenheiro químico dinamarquês Sverre Simonsen mostra sua nova residência sustentável a grupo de jornalistas estrangeiros

Antônio Martins Neto

Uma família da Dinamarca está entre as primeiras do mundo a morar numa casa que produz mais energia do que consome.

Os Simonsen – pai, mãe e dois filhos –  se mudaram há alguns meses para o imóvel, uma das oito casas de demonstração construídas na Europa pelas empresas Velux e Velfac.

A família deve permanecer no mesmo endereço pelo período de um ano para avaliar a viabilidade do projeto.

A Casa Viva, como é chamada a nova residência dos Simonsen, fica no subúrbio de Aarhus, a segunda maior cidade da Dinamarca.

A construção tem 195 m² e possui clarabóias e janelas numa proporção 40% superior a uma construção comum, o que garante a entrada otimizada de luz.

Coletores solares produzem energia usada na casa e em dias sem sol bombas de calor garantem o aquecimento interno.

Desenho detalha o conceito do projeto

Desenho detalha o conceito do projeto

Estima-se que em oito meses a casa produza um excedente total de 9,4 kwh por metro quadrado, energia que já está sendo cedida à rede elétrica do bairro.

Além das empresas, o projeto da Casa Viva tem a participação do município de Copenhague, Universidade de Conpenhague e Universidade da Dinamarca.

A ideia é contribuir para o desenvolmento sustentável e mostrar que é possível obter uma equação equilibrada entre produção e consumo de energia.

Em toda a Europa, 40% da emissão de CO2 vêm dos edifícios e casas, daí o impacto que a construção de casas ativas –

outro termo usado pelos fabricantes – pode ter no continente.

Por enquanto, a principal barreira é o preço.

Uma casa como a dos Simonsen custa 200 mil euros a mais que uma casa comum do mesmo porte e na mesma localidade.

No entanto, as empresas que estão por trás do projeto prometem desenvolver ainda mais a tecnologia para que a casa atinja um preço compatível com a classe média européia.

Veja abaixo um vídeo sobre a adequação de uma casa à tecnologia utilizada pela Velfac.

O material é em dinamarquês, mas vale a pena ver o resultado.

Anúncios
Posted in: Tecnologia