Fracasso em Copenhague pode prejudicar comércio global

Posted on 05/09/2009

0


Lamy, apenas adotar barreiras a produtos de países poluidores não vai trazer resultado desejado

Para Lamy, apenas adotar barreiras a produtos de países poluidores não vai trazer resultado desejado

Antônio Martins Neto

Um fracasso na Convenção das Nações Unidas Sobre Mudanças Climáticas (COP15), que ocorerrá em dezembro em Copenhague, na Dinamarca, poderá prejudicar severamente o comércio internacional, alertou o diretor-geral da Organizaação Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy.

“Eu sinceramente espero que (um acordo) ocorra em Copenhague. Caso isso não aconteça, nosso trabalho na OMC vai se tornar ainda mais difícil”, disse Lamy ao jornal britânico Financial Times.

Ele se referia ao fato de alguns países imporem taxas e barreiras similares a produtos oriundos de nações com baixo padrão de proteção do meio ambiente.

Segundo Lamy, essa forma de comércio só se tornará forte se um acordo mais abrangente suceder o Protocolo de Kyoto.

“Apenas adotar barreiras não vai nos fazer atingir o resultado desejado. Depender de barreiras comerciais para solucionar os problemas globais do meio ambiente não vai funcionar. Eu tenho a firme convicção de que a relação entre o comércio internacional e as mudanças climáticas vão ser definidas a partir de um acordo consensual (sic) internacional capaz de engajar todos os grandes países poluidores”, disse Pascal Lamy.

Veja aqui matéria de Morten Andersen

Anúncios
Posted in: Política